Excelentes restaurantes italianos para se conhecer na cidade de São Paulo!

Excelentes restaurantes italianos para se conhecer na cidade de São Paulo!

A Itália é considerada o berço da cozinha ocidental. A rica e variada culinária italiana, distinta nas várias regiões do país, influenciou a culinária de praticamente todo o mundo.Com a chegada dos imigrantes ao Brasil, em 1870, muitos alimentos foram introduzidos no cardápio local. Até a chegada dos italianos, não era um costume consumir grande variedade de frutas e verduras. E os pães e os macarrões passaram a fazer parte da dieta diária dos brasileiros. Aqui vai a lista de alguns excelentes restaurantes italianos para se visitar em São Paulo.

 

La Forchetta: O restaurante iniciou sua trajetória como Forchetta D’Oro, na Vila Nova Conceição e lá funcionou por 21 anos. Mais de duas décadas depois, a casa já passou pelos Jardins e Bela Vista e retoma suas origens, a 300 metros de onde nasceu. A cozinha está sob os cuidados do chef Aldo Teixeira, e oferece aos seus clientes um cardápio a la carte que continua priorizando a cozinha italiana tradicional com um toque de brasilidade. O diferenciado é dado pelo chef em pratos como o “Fettuccine de Chocolate”, preparado com massa a base de chocolate com creme de tomate e funghi seco. E ainda para acompanhar os pratos, a casa apresenta uma extensa carta de vinhos.

La_forchetta_restaurantes_italianos_sp

La Grassa: Localizado na Avenida Juriti, 32, a casa investe em massas caseiras eantepastos fatti in casa, mantendo a tradição italiana no modo de servir a comida, em um ambiente que remete à famosa cidade. O restaurante é fruto de várias pesquisas sobre a culinária italiana, resultando em uma releitura moderna das cantinas do país, com um cardápio repleto de suas receitas familiares.

La_grassa_restaurantes_italianos_sp

Benedictine: Das massas artesanais preparadas diariamente no pastifício do restaurante aos embutidos importados, passando pelos doces e uma apurada carta de vinhos, tudo no Benedictine é pensado para reproduzir a gastronomia italiana tradicional feita com ingredientes de alta qualidade e simplicidade no preparo. Nhoques, risotos, frutos do mar, aves e carnes estão entre as opções do diversificado menu do restaurante.

Benedictine_restaurantes_italianos_sp

Buttina: O restaurante conta com a chef Filomena Chiarella, nascida em Palazzo San Gervasio, para oferecer gastronomia de qualidade, reconhecida inclusive pelo Governo Italiano com a estrela de identidade italiana.

Buttina_restaurantes_italianos_sp

La Terrina: Desde 2001, o restaurante foca sua cozinha na clássica culinária italiana. A decoração remete à gastronomia, com quadros cujos temas são utensílios como garfos, facas e travessas. O ambiente lembra uma simpática vila italiana, com pilares e fontes que sugerem um espaço romântico e aconchegante. O piano-bar confere um ar elegante à casa, que conta com uma programação de música clássica e popular, de terça à sábado no jantar, e nos almoços de domingo.

La_terrina_restaurantes_italianos_sp

Spadaccino: Uma cozinha artesanal, genuinamente bolognesa, baseada na tradição, na paixão e na origem da família. Os irmãos Paula e Roberto Lazzarini fundaram o restaurante em agosto de 1998, numa simpática casa na Vila Madalena e ali imprimiram suas paixões: a gastronomia e a esgrima.  A vocação e a origem do Spadaccino se proclamam pelas massas, cuidadosamente preparadas em atelier próprio, com capricho artesanal e receita de família.

Spadaccino_restaurantes_italianos_sp

Zeffiro: Um casarão do final do século XIX abriga a cozinha do Zeffiro Restaurante. O nome é uma homenagem a Zeffiro Lorenzi, o chefe da família que veio da Itália para oBrasil em 1913 e que residiu na casa onde atualmente está instalado o restaurante. E não são apenas as cores usadas na decoração que trazem lembranças das casas da Toscana, na Itália, os pratos são inspirados na saborosa culinária italiana e algumas das receitas são heranças de família.

Zeffiro_restaurantes_italianos_sp

Al Mare: A tradicional Cantina Don Pepe Di Napoli nasceu em 1993 no bairro deMoema e logo se transformou em uma das maiores referências da gastronomia italiana na cidade de São Paulo. Atualmente, com mais de 30 anos de experiência no ramo de alimentação fora do lar, conta com 19 estabelecimentos em 11 bandeiras: Al Mare, Don Pepe Di Napoli, Forneria Di Napoli, Pepe Nero, Padoca Di Napoli, Vila Conte, La Pepa, Empório do Francês, Gajos, Momotaro e futuramente El Cordobés.

Al_Mare_restaurantes_italianos_sp

Antonietta Empório Restaurante: O sócio e cozinheiro Milton Freitas, é quem comanda a equipe da cozinha do restaurante há quase um ano, apresentando o novo cardápio que resume um pouco de seu trabalho que resgata uma cultura de roça que privilegia ingredientes frescos, de pequenos produtores, mas que aceita todas as intervenções contemporâneas em uma comida naturalmente gourmet e de inspiração italiana.

Antonietta_restaurantes_italianos_sp

Rotisserie Bologna: A história do restaurante teve início no ano de 1925, no Largo da Concórdia, quando Antonino Trombetti e seus sócios abriram o primeiro bar, que futuramente se tornaria o Bologna. Em 1932, o restaurante foi para o Vale do Anhangabaú. Ficou pór lá até 1957, quando adotou o nome de rotisserie e se mudou definitivamente para o número 379 da Augusta, em uma esquina que ocupa até hoje. Há 58 anos situado neste último endereço, o Bologna faz parte da cultura e tradição de São Paulo e se orgulha de completar seus 90 anos em 2015.

Bologna_restaurantes_italianos_sp

Dialetto Ristorante: Localizado na melhor parte da Chácara Santo Antônio, o restaurante oferece um cardápio que valoriza a autêntica cozinha italiana num agradável e aconchegante ambiente para o almoço com os amigos, falar de negócios ou jantar com a família. Além de pratos preparados pelo chef, o Dialetto também apresenta uma excelente carta de vinhos nacionais e importados que vão tornar inesquecíveis os momentos que os clientes passarem no ristoranti.

Dialetto_ristoranti_restaurantes_italianos_sp

Dona Carmela: Um restaurante com alma e os sabores da Itália. Inspirado na matriarca da família, a italiana Dona Carmela, o local se tornou ponto de encontro da zona norte da cidade de São Paulo para desfrutar dos clássicos da cozinha itailiana. Fundado em 2002 por Tony Martin, em homenagem à sua mãe, Dona Carmela, o estabelecimento tem ambiente aconchegante e familiar e é comandado atualmente pela terceira geração da família, pelo jovem restaurateur Michel Kerlakian.

DonaCarmela_restaurantes_italianos_sp

Empório Ravioli: Fundado em 1998 por Roberto Ravioli que criou para o restaurante, um incrível cardápio de pratos clássicos italianos, com forte influência na região da Toscana, em generosas porções. Suas saladas, antipastos, risotos, pastas, carnes e pescados surpreendem, enquanto seu ambiente e sua diversificada adega seduzem. No almoço, o restaurante recebe executivos, diretores de multinacionais, que entre um prato e outro falam de negócios. No jantar, o ar dos negócios dá espaço a um clima mais intimista, tornando-se um lugar perfeito para um jantar casual. Já nos fins de semana, a alma italiana se apodera do restaurante. Em suas mesas famílias inteiras e amigos reunidos comem, se divertem e brindam à vida.

Emporio_ravioli_restaurantes_italianos_sp

Giacomo Cucina Italiana: O restaurante oferece para seus clientes a culinária italiana, preparada com os melhores ingredientes para servir o melhor sabor. Com um cardápio variado, com massas artesanais e molhos requintados, sempre com sabor marcante para conceder uma sensação inesquecível ao seu paladar. No cardápio, insalate, porzione, paste, risotti, griglia i milanesi, piatti al fornello e muito mais opções.

Giacomo_restaurantes_italianos_sp

Gigetto: Há quem erre e se dirija ao térreo do edifício da Rua Avanhandava, onde oGigetto funcionou por 44 anos. O restaurante, fundado em 1938 pelo itailiano João Henrique Lenci, mudou-se para um bonito casarão do Bixiga. Fica vizinho a churrascaria Templo da Carne Marcos Bassi e tem suas mesas distribuídas pelo térreo e 1º piso do antigo sobrado. Com pratos inspirados no sul da Itália, como o capelete à romanesca e a massa recheada de carne inundada em molho de creme de leite com presunto cozido em cubos e ervilha.

Gigetto_restaurantes_italianos_sp

Il Papavero: Criada em 2004, o restaurante é a quarta casa em sociedade entre o chef Aldo Teixeira e o empresário Faustino da Silva. O nome é uma homenagem à flor Papoula, Papavero em italiano. A casa funciona em sistema de Buffet e a la carte e foca sua cozinha na gastronomia italiana com toques de brasilidade. O local ainda possui uma adega climatizada e é ideal para happy hours, por conta da proximidade com a Avenida Paulista. O wine-bar tem uma carta diferenciada com rótulos que priorizam Itália eFrança e se destaca pelos preços convidativos.

Il_Papavero_restaurantes_italianos_sp

Itália Mia: O chef segue a tradição da cozinha italiana à risca, são as mesmas receitas que vêm surpreendendo os seus clientes há 41 anos. Agora, o restaurante passa a contar com uma nova adega e uma carta de vinhos reformulada para melhor complementar os seus pratos. Desde 1972, na Rua Oscar Freire, conhecido por servir a tradicional comida italiana aos seus fregueses.

Italia_mia_restaurantes_italianos_sp

La Piadina Cucina Italiana: Após algumas temporadas na Itália, os sócios do La Piadinaoptaram por abrir um restaurante típico italiano e foram em busca de pratos que formassem um cardápio carregado de sabores de distintas regiões da Itália. Um dos propósitos do restaurante é trazer a São Paulo um prato típico da região Emília Romagnapouco conhecido pelos brasileiros que se chama Piadina. Inventada na época dos antigos Romanos, a Piadina é um “pão” típico italiano assado na pedra sabão e elaborado à base de farinha e azeite extra virgem. Além dos vários tipos de Piadinas, o cardápio conta com massas secas, risotos, carnes, saladas e gnochi artesanal que foi premiado em 1º lugar no Concorso dei Cuochi proporcionado pela Federazione Italiana Cuochi – FIC.

La_piadina_restaurantes_italianos_sp

Mangiare: Um lugar diferente, que compreende a boa refeição como aquela que a gente faz em casa: comida boa, farta, que se compartilha e se curte entre aqueles que gostamos. São depositados sobre a mesa pães e focaccias de produção própria a partir de fermentação natural. Esse mesmo processo é utilizado para a produção das pizzas. Entre as coberturas, há uma inusitada: de pato desfiado com queijo stracchino e um“cheiro” de tomate. A Tagliata de filé-mignon vem tostada por fora, quase crua por dentro e é servida morninha como deve ser. Montado na hora, o mil-folhas é a escolha entre as sobremesas.

Mangiare_restaurantes_italianos_sp

http://www.baressp.com.br/
Eliana Satie Maeda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *